ARMÊNIA-BRASIL

Home

Minha História

Alfabeto

Cultura

Contos Épicos

David de Sassun

Dicionário
Armênio-Português

Dicionário
Português-Armênio

Genocídio

História

Khent

Links

Mapa

Publicações

Deixemos Sanazar por um instante. Vejamos o que está acontecendo, nesse ínterim, com seu irmão Baltazar.

Na verdade, estava com muita saudade de Sanazar. Para passar o tempo caçava e sobretudo dormia.

Certo dia, ao despertar contemplou o céu e reparou que a estrela de seu irmão estava perdendo o brilho.

Sanazar está em perigo, preciso ajudá-lo o mais depressa possível.

 Pulou no seu cavalo e num piscar de olho estava no País de Bronze no meio da batalha.

O rei e sua tropa tiveram de combater então em duas frentes opostas. Sanazar de um lado, Baltazar de outro ceifaram os inimigos. Só restaram os dois irmãos que se abraçaram efusivamente;

_ “Onde que ela está?” perguntou Baltazar. “Não me diga que brigamos por nada!”

_ “Está em lugar seguro, vamos buscá-la.”

Lá estava Quarenta Tranças de Cabelos Louros, aflita e angustiada, no mesmo lugar onde Sanazar a havia deixado.

_ “Vamos embora! Me leva para tua casa disse ela”.

_ “Ainda não! Primeiro, você deverá livrar do feitiço os quarenta anciãos e todos os outros que aqui vieram especialmente para te ver.”

Assim, voltaram novamente para a Cidade de Bronze. A princesa devolveu o aspecto normal a todos seus pretendentes, os quais agradecendo Sanazar juraram eterna gratidão.

Depois disso os dois levaram a princesa para Sassun.

Os festejos do casamento de Sanazar e da princesa duraram quarenta dias e quarenta noites, com a participação de todos os habitantes da cidade.

Deus abençoou e desse casamento nasceram três filhos. Chamaram o primogênito de Meher, o segundo de Verkô e o caçula de Jean.

Meher tinha uma força física descomunal, talvez superior ao do pai. Verkô para nada prestava. Jean tinha uma voz tão forte que costumava enrolar-se em sete peles de búfalo antes de gritar para evitar que estourasse. Apelidaram-no de Jean Voz de Trovão.

Baltazar enamorou-se de uma moça de um longínquo país e foi até lá para casar-se e lá fixar-se até o fim da vida.

Sanazar, Quarenta Tranças de Cabelos Louros  e seus três filhos viveram felizes em Sassun.

Mas chegou o momento de Sanazar sentir suas forças diminuírem e perceber que a sua hora chegara. Mandou cavar seu túmulo, confessou-se, comungou, chamou seus filhos à cabeceira da sua cama e recomendou-lhes:

_ “Sejam magnânimos para com seus inimigos. Respeitem sempre a palavra empenhada. Nunca violem um juramento. Cuidem bem de Potro Djalali. Nunca esqueçam de fazer o sinal da cruz e rezar antes da batalha. Estejam sempre muito unidos. Amem seu povo”.

E deu o último suspiro.

Introdução

Meher o Leão

David de Sassun

 

Sanazar e Baltazar

clique aqui para voltar

segunda parte -Meher o Leão